Alimentação e inteligência emocional: como as refeições diárias podem impactar na qualidade de vida?

Grupo Risotolândia lança minissérie para treinar colaboradores

Com foco no desenvolvimento de equipes, novas formas de aprendizagem têm ganhado espaço nos ambientes corporativos. Com as novas tecnologias à disposição do mercado, surgiram também novas necessidades de desempenho e, por isso, é fundamental não apenas o ensinamento constante, mas também a inovação para sua promoção.

Foi o que fez o paranaense Grupo Risotolândia, maior do sul do Brasil no segmento de refeições coletivas e o quarto maior no ranking nacional do setor.  Em fevereiro de 2019 o Grupo anunciou um novo formato de treinamento, que vai muito além dos espaços limitantes de salas de aula: uma minissérie dividida em quatro episódios que veio com o desafio de tornar os mais de 4.800 colaboradores do grupo ainda mais produtivos. “Por meio da nossa UCR – Universidade Corporativa do Grupo Risotolândia, estreamos a “Bem Servida” uma minissérie que está permitindo repassar à equipe de uma forma mais simples e dinâmica toda nossa operação e cultura organizacional”, disse a gerente de RH da empresa, Kamille Dantas.

Com roteiro feito por uma nutricionista de T&D, Bruna Mara, e gravado com atores nas próprias instalações da empresa – em Araucária (PR) – a minissérie surgiu para sensibilizar e padronizar as diversas etapas de serviços que compõem o trabalho diário da corporação, além de levar conhecimentos de todas as áreas para os colaboradores que a assistem.  Os episódios – serão quatro no total, um a cada mês – passam por temas como uso dos equipamentos de segurança, normas de atendimento, riscos de acondicionamento e refrigeração incorretos, qualidade e segurança dos alimentos, relacionamento interpessoal, entre outros. “Saímos das limitações de uma sala de aula e permitimos que nossos colaboradores assistam sua própria rotina na empresa, observando “de fora” tudo o que acontece, percebendo como agem em tais situações ou como deveriam agir”, conta Bruna Mara.

“Além das normas de serviço da própria empresa, a minissérie mostra também imprevistos que podem acontecer, questões de ética e profissionalismo, que sempre estão atreladas às funções dos colaboradores”, acrescenta a nutricionista.

O que antes era um “passatempo” agora pode ser reconhecido como treinamento e desenvolvimento dentro de uma empresa. Jogos, novelas e minisséries podem fazer parte da rotina dos colaboradores e ainda servir para capacitar cada vez mais. “Estamos otimistas na busca por resultados: ainda mais padronização nos processos, menor rotatividade na equipe, mais engajamento e pertencimento ao nosso Grupo. Somos quase 5 mil profissionais, em seis estados e diversas cidades do país. É fundamental que nossos profissionais mergulhem nesse universo, compreendam a operação e transmitam essa segurança em seus afazeres, a ponto de ser perceptível aos nossos clientes e consumidores finais, responsáveis pelos índices de mais de 80% de aprovação dos nossos serviços”, complementa a gerente de RH.

E, se servir é uma arte, o Grupo tem feito isso muito bem. Dois episódios da Bem Servida já foram lançados e o feedback dos colaboradores foi muito positivo. “Estou muito animada com essa novidade, pois quando assisto aos episódios consigo enxergar a rotina da empresa com outros olhos. Como trabalho diretamente na produção, no setor de Planejamento e Controle da Produção, é fundamental compreender a operação do Grupo como um todo. Isso impacta positivamente nos nossos resultados. Já vi situações na minissérie que de fato aconteceram conosco”, conta a colaboradora Mariana de Souza Pathecki, que revelou aproveitar os minutinhos livres do horário de almoço para acompanhar o treinamento.

VOLTAR
Fique atualizado.
Receba as publicações do Blog Risotolândia diariamente na sua caixa de mensagens.