Inserção da educação alimentar na educação básica

A educação alimentar é um assunto que precisa ser tratado como prioridade nas escolas, mas ainda não recebe a devida atenção.

Ao longo dos anos, diversas medidas já foram tomadas para evitar o consumo de alguns alimentos no ambiente escolar.

Uma pesquisa da revista científica The Lancet identificou que os índices de obesidade infantil no Brasil têm crescido ano após ano, o que reforça a necessidade de tratar sobre esse assunto nas escolas.

Importância da educação alimentar e nutricional

Alimentação, saúde, bem-estar e bom desempenho escolar andam juntos. Essa é uma das principais razões para começar a falar mais sobre isso nas escolas.

Afinal, uma boa escola é reconhecida pelo desempenho de seus alunos, certo? Mas se eles não tiverem as mínimas condições para aprender, isso será bem complicado.

Fatores externos são difíceis de serem controlados, mas enquanto o aluno estiver na escola é importante que ele tenhas as melhores possibilidades de aprendizagem.

Existem alimentos que podem contribuir para a atividade cerebral, concentração, memória, aprendizagem e energia, o que é uma ajuda e tanto não é mesmo?

Então é importante que tanto alunos quanto pais tenham consciência sobre isso para ajudar na educação alimentar.

Seria interessante que a educação alimentar fizesse parte da grade curricular, mas essa é uma mudança que exige ainda mais esforço.

Mas é possível utilizar outras matérias para trabalhar essa conscientização em relação à alimentação.

Nas áreas biológicas principalmente, já que podem ser estudados os nutrientes dos alimentos, a atuação deles no corpo humano e a importância de cada um. Na Geografia pode ser trabalhada a origem dos alimentos; na matemática pode-se fazer a ligação com as compras, e por aí vai.

Ao inserir os alunos nesse contexto e reforçar a importância dele, o quadro da pesquisa apresentada no início certamente pode ser revertido.

Educação alimentar no dia a dia escolar

Levar a educação nutricional para dentro da sala de aula é bem importante, mas estender esse trabalho é ainda mais. As cantinas e restaurantes escolares precisam continuar os esforços.

Oferecer refeições balanceadas e saudáveis irá servir como um reforço do que foi abordado durantes as aulas.

Por isso, é importante contar com empresas especializadas no assunto. Dessa forma, será possível oferecer uma alimentação de qualidade para os alunos e, consequentemente, potencializar o desempenho escolar deles, a saúde e a qualidade de vida para a formação das novas gerações.

Uma questão também interessante é que os alunos podem repassar esses conhecimentos para as famílias e complementar ainda mais todo esse serviço, que no fim é para o bem de todos.

Para oferecer refeições de qualidade e reforçar ainda mais a educação na sua escola, conte com a Risotolândia.

Compartilhar