Coronavírus: o que é, sintomas, prevenção e como a alimentação pode ajudar

O coronavírus tem assustado o mundo todo e agora começaram a surgir casos no Brasil, ou seja, alerta ligado por aqui também.

Segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 15 países já estão sendo monitorados de perto em relação à doença.

É importante dizer que esse vírus já existe há muitos anos e agora foi descoberto um novo agente transmissor, após alguns casos na China.

No post de hoje, vamos falar um pouco sobre os sintomas, cuidados e algumas formas de prevenção que certamente merecem a sua atenção. Confira!

Sintomas do coronavírus

O nome da doença causada pelo coronavírus é Covid-19. O vírus ataca principalmente o sistema respiratório e seus principais sintomas são ligados a ele.

Como a contaminação ocorreu rapidamente e em grande escala, muitas perguntas ainda estão sem resposta.

Diversos estudos e investigações em busca de definições mais claras estão em produção para que a doença possa ser contida o mais rápido possível.

Os sintomas identificados até o momento são:

  • Tosse.
  • Febre.
  • Dificuldades respiratórias.
  • Inflamação na garganta.
  • Dores no corpo.
  • Congestão nasal.
  • Diarreia.
  • Insuficiência renal.

Os três primeiros sintomas são identificados com mais frequência, portanto merecem mais atenção.

Prevenção do coronavírus

As organizações responsáveis pela saúde pedem que alguns cuidados sejam tomados principalmente para evitar que o número de casos confirmados aumente.

Todos eles visam diminuir as formas de transmissão do vírus, que pode acontecer pelo ar, pelo contato, superfícies não higienizadas e consumo da carne de animais silvestres.

Confira alguns cuidados com o coronavírus segundo o Ministério da Saúde:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete ou um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir, espirrar em um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

É importante lembrar que até o momento ainda não foi identificada uma vacina contra a doença. Enquanto isso é bom manter o alerta ligado e seguir as orientações médicas.

Melhore a alimentação para aumentar a imunidade

Além desses cuidados é importante manter a saúde em dia. Para isso, ter uma alimentação balanceada certamente é fundamental.

A imunidade é o mecanismo que o corpo humano possui para se defender de vírus e bactérias que causam doenças. Consequentemente, se ela estiver baixa o risco de doenças aumenta consideravelmente.

Separamos uma lista de alguns alimentos que certamente podem contribuir para evitar doenças.

Gengibre

Esse alimento é rico em vitaminas B6 e C. Ele pode ser de grande valor para infecções na garganta e também para aumentar a imunidade. O gengibre é consumido principalmente em sucos e chás.

Frutas cítricas

Se o corpo está precisando de vitamina C, antioxidantes e fibras, as frutas cítricas são uma boa pedida. As mais populares são laranja, morango, limão, kiwi e acerola.

Feijão

O feijão é um grão rico em zinco, que é um ótimo aliado para a prevenção de doenças. Outros alimentos semelhantes que também podem ajudar são a lentilha e o grão-de-bico, por exemplo.

Pimenta

O consumo de pimenta pode ajudar o corpo como uma fonte de vitamina A, que contribui principalmente para o funcionamento do sistema imunológico.

Cebola

Com uma ampla variedade de utilizações, a cebola também pode contribuir para a saúde. Esse alimento possui substâncias como a quercitina e a alicina, que possuem importante atuação anti-inflamatória e antibacteriana, por exemplo.

Alho

Usado como tempero em diversos pratos, o alho pode ser um ótimo aliado para o aumento da imunidade. Ele é rico nas vitaminas A, C e E, que atuam no sistema respiratório. Além disso ele também pode contribui na prevenção de gripes e resfriados, por exemplo.

Existem muitos outros alimentos que podem auxiliar na prevenção do Coronavírus e da mesma forma com doenças.

Além disso, é importante que eles façam parte de uma dieta balanceada para que possam atuar da melhor forma possível. Ou seja, diariamente você já pode se prevenir contra diversas doenças e, claro, contra o coronavírus.

Compartilhar