Uso da gastronomia em hospitais como instrumento de humanização

Você já ouviu falar da gastronomia em hospitais? Ela tem sido utilizada como uma forma de aperfeiçoar as refeições hospitalares e contribuir na recuperação dos pacientes.

Isso acontece pois a alimentação é um importante componente nos tratamentos e por muito tempo houve o questionamento sobre a qualidade da comida nos hospitais.

Em alguns casos, os pacientes mostravam certa resistência as refeições, sendo necessário um esforço ainda maior, o que pode comprometer o tempo de recuperação.

Para tentar superar essa dificuldade, a gastronomia hospitalar é uma das ferramentas que têm sido utilizadas nos últimos anos. Acompanhe este conteúdo até o final para descobrir mais sobre esse assunto e qual a importância dele na saúde.

O que é gastronomia hospitalar?

A gastronomia nos hospitais surgiu como uma forma de desmistificar a fama de que comidas de hospital são ruins. Além disso, também veio para contribuir no estímulo da alimentação nos períodos de recuperação.

Quando um paciente está internado, é preciso compreender que a situação é delicada devido ao tratamento, e que as mudanças na sua rotina também vão influenciar seu comportamento.

Em resumo, o ambiente hospitalar já traz um aspecto negativo para o paciente. A tendência nesse momento é que ele não se sinta confortável em diversas situações. 

A alimentação talvez seja a principal delas, pois muda de uma rotina com liberdade para consumir tudo o que deseja, a qualquer momento, para ser seguida rigidamente de acordo com o plano nutricional necessário durante o período de internação.

Com isso, logo surgem as predisposições a não gostar tanto do que está sendo oferecido.

Pensando nisso, elementos da gastronomia, como inovação nas receitas e apresentações diferenciadas do prato, por exemplo, foram incorporadas nas refeições hospitalares.

O principal objetivo desse trabalho é tornar as refeições mais atrativas, mais saborosas e dar ao paciente a noção de que aquele prato além de ser um tratamento também pode ser uma refeição do seu gosto.

Para saber tudo sobre esse assunto confira o nosso post: Gastronomia hospitalar: conheça o conceito 

Gastronomia em hospitais e a busca por inovações na alimentação do setor de saúde

Toda essa reflexão sobre a gastronomia hospitalar nos leva a um outro tema, que é a humanização dos tratamentos.

Períodos de qualquer duração, em hospitais e outras instituições de saúde geram uma grande carga emocional e física. 

Neste sentido, compreender que por trás de todo o cuidado médico existem pessoas que estão passando por um momento de dificuldade é fundamental para a melhora do estado clínico do paciente. Além disso, demonstra empatia, gera confiança e respeito pela opinião e direção profissional. Tão importante quanto um tratamento com medicamentos, é o apoio humano nesta fase. 

O trabalho dos profissionais de saúde tem buscado este contato mais próximo de uma relação de companheirismo, do que uma simples relação entre paciente e profissional.

Dessa forma, é possível gerar um ambiente mais positivo e propício para uma melhor recuperação.

Além das refeições, o atendimento, o cuidado com a limpeza e a estrutura, por exemplo, também podem transformar os tratamentos médicos em algo mais humano, pensando principalmente no bem-estar completo do paciente.

A alimentação talvez seja um dos principais pontos neste trabalho, pois se alimentar é um momento importante na rotina de todos e até mesmo um momento de prazer.

Por isso, a busca por preservá-la e fazê-la da melhor forma possível na rotina dos pacientes, sem dúvidas pode contribuir para que se sintam melhores, mais felizes e continuem realizando suas refeições normalmente, que é o mais importante.

Para ajudar neste trabalho e melhorar a qualidade das refeições em hospitais, a Risotolândia Saúde busca constantemente formas de inovar neste ramo.

São inúmeros serviços, seguindo as regras de segurança alimentar, com uma equipe de nutricionistas para criar cardápios personalizados e inovações para levar as melhores refeições para as instituições e para os pacientes.

Que saber mais? Acesse o site da Risotolândia Saúde e confira!

Compartilhar