Conheça os principais tipos de dietas hospitalares

Existem vários tipos de dietas hospitalares e cada uma delas é prescrita de acordo com as necessidades do paciente no momento.

É importante que essa dieta seja seguida à risca, pois ela é pensada visando à melhor recuperação e contribuir para diminuir o tempo de internação.

Nesses pontos é importante ficar atento a todos os tipos de dietas e ter opções de qualidade, já que ninguém quer ouvir reclamações em relação às refeições do hospital.

Confira os tipos de dietas hospitalares existentes e alguns casos em que elas são aplicadas.

Tipos de dietas hospitalares

A equipe de nutrição dos hospitais costuma criar diversos planos alimentares para cada paciente. Isso acontece porque cada caso tem suas necessidades e um plano geral não é o suficiente.

Além disso, as condições de cada paciente também variam e isso precisa ser respeitado. Veja quais tipos de dietas hospitalares costumam ser prescritas com maior frequência.

Dieta de rotina

São utilizadas geralmente em períodos curtos, como em pós-operatórios, e também em casos em que o paciente está com dificuldades para se alimentar. Não costuma trazer muitas restrições no seu conteúdo, apenas em consistência.

Dieta geral

Mantém os alimentos na consistência normal e tem como principal característica ser balanceada e entregar todos os nutrientes necessários para o paciente.

Seus principais componentes são produtos integrais, como arroz e pães, hortaliças, leite e queijos com pouca gordura, carne, ovos e peixe sem pele e gordura, além de outros derivados, mas seguindo as mesmas características.

Dieta branda

Composta por arroz, feijão, carne, legumes, salada, vegetais cozidos e frutas. São utilizados principalmente com alimentos de fácil mastigação e gestão, sendo indicada para pacientes que possuam complicações nesse sentido.

Dieta pastosa

Atua em casos um pouco mais delicados, nos quais o paciente precisa ingerir os alimentos com pouca ou nenhuma mastigação.

É formada por alimentos cozidos e aqueles que podem ser transformados em purê, papinhas ou amassados.

Dieta Líquida-pastosa

É prescrita para pacientes que possuem problemas no trato gastrointestinal, mastigação, digestão e deglutição. A preparação é feita com alimentos liquidificados e amassados.

Dieta líquida completa

Indicada para pacientes que precisam se hidratar, com problemas gastrointestinais e de mastigação. Na sua preparação entram caldos, sopas, sucos de fruta e mingais.

Cada situação é bastante específica e a alimentação precisa ser tratada com cuidado.

Além disso, é importante que o paciente cumpra corretamente o que lhe foi passado. Somente dessa forma ele irá se recuperar mais rápido e da maneira correta.

Entenda em outro post do nosso blog a importância da alimentação na recuperação dos pacientes.

Conheça também os serviços da Risotolândia Saúde para ter um serviço completo de refeições em hospitais e clínicas.

Oferecer a o tipo de dieta hospitalar correta é fundamental para a recuperação do paciente e contar com um serviço de refeições que entrega tudo o que é necessário e com a melhor qualidade sem dúvidas pode fazer toda a diferença.

Compartilhar